23 de setembro de 2011

É primavera...

Enfim, a estação mais linda do ano começou!

Depois de passarmos um dos invernos mais rigorosos dos últimos tempos, vem agora a estação agradável! Pra nós, aqui do RS, o frio foi de "renguear cusco".

Agora tudo muda! É quente durante o dia, e pra dormir é gostoso. Além disso, tudo fica mais lindo, mais colorido, passarinhos cantando, beija-flor que vem tomar água, coisa linda!

Pra mim, pessoa querida com rinite alérgica³³³³, confesso que não é minha estação preferida. Mas é a mais linda, com certeza!



Uma ótima primavera a todos. Torçamos pra que não chova demais!

Um beijo da Daia.

O vídeo mais cute de todos os tempos!

Recebi por email, e não pude deixar de compartilhar com todos.

Eu sou uma fã incondicional de gatos, amo-os. Tenho dois que considero meus filhos (e quem diz que pets não podem ser considerados filhos, não entende nada de sentimento e de amor ao próximo!).

Nesse vídeo, a mãe cuida de um filho com pesadelos. Olhem que coisa mais cute, pra encerrar a semana...

video

Um beijo da Daia.

9 de setembro de 2011

O que me preocupa...

"O que me preocupa não é o grito dos maus, é o silêncio dos bons."

Não que eu ache que todo mundo tem que sair batendo boca por aí. Não é isso. O que me preocupa de fato, são as pessoas falando muito, e agindo de menos. Reclamam do sistema, da saúde, da vida, de muitas coisas. Mas não fazem nada para mudar. É preciso mudar a si mesmo, antes de querer ajudar o mundo. Como diz aquele ditado, "todo mundo quer salvar o mundo, mas ninguém quer ajudar a mãe a lavar a louça". Gritar em silêncio não vai resolver. Querer mudar, e não agir, não funciona.

É preciso sermos melhores para o mundo, e não querer um mundo melhor para a gente.

Você reclama do político que rouba dinheiro do governo, e enquanto reclama está aí, sentado na sua cadeira, usando o telefone da sua empresa para ligar para a namorada. As pessoas roubam o que é de fácil acesso a elas. Parece forte né?

Fomos criados para achar erros. Infelizmente, não são os nossos, são os erros dos outros. Não conseguimos olhar para nós, e é difícil parar para analisar a vida que não deu certo e imaginar onde foi que deu errado. Feliz é aquele que admite que errou, e quer mudar.

É preciso sermos melhor para nós, antes de querer ser melhor para alguém.

Pense nisso.

Um bjo da Daia

8 de setembro de 2011

Para as minhas amigas

Se tem algo que eu possa me orgulhar nessa vida, são das minhas amizades. Das mais verdadeiras.

Tenho amigas que, por saber que elas existem, minha vida já valeu a pena.

Tenho poucas amigas. Prezo a qualidade, e não a quantidade. Mas tenho amigas verdadeiras. Aquelas que eu sei que estarão ali para o que eu precisar. Aquelas que sabem que eu também estarei ali para elas, sempre!

Tenho amigas que nossa amizade tinha tudo para dar errado. E deu certo. Tenho outras, que deu tão certo desde o primeiro momento em que nos falamos. Outras ainda, que se tudo não tivesse dado errado, não estaríamos aqui. E o mais impressionante, é que deu muito certo, depois de dar errado.

Uma amizade se solidifica na sinceridade. Amigo não te diz coisas lindas. Te diz o que tu precisa ouvir. Te diz também quando tu não tá certo, e te deixa expor a opinião quando ele discorda de ti.

Amigo é aquele que liga, manda email, recadinho no twitter, te incomoda no face, te lembra que mesmo distante tá ali pra ti. É aquele que diz também que não vai dar certo, te manda convide de farm ville, city ville, e tudo mais ville que tem no face, mas mesmo assim tu gosta dele.

Amigo é aquela pessoa que tu escolheu para dividir tua vida. Que te entende. Que sabe dos teus defeitos. E mesmo assim te respeita e te admira pelo que tu é!

Oscar Wilde, para mim, é um gênio na arte de se expressar. Ele tem frases magníficas, que expressam exatamente o que pensamos em relação a alguma coisa.
E nesse texto abaixo ele traduz em palavras o que eu penso sobre a amizade.

"
Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer, mas pela pupila.
Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante.
A mim não interessam os bons de espírito nem os maus de hábitos.
Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo.
Deles não quero resposta, quero meu avesso.
Que me tragam dúvidas e angústias e agüentem o que há de pior em mim.
Para isso, só sendo louco.
Quero os santos, para que não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças.
Escolho meus amigos pela alma lavada e pela cara exposta.
Não quero só o ombro e o colo, quero também sua maior alegria.
Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto.
Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade.
Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos.
Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça.
Não quero amigos adultos nem chatos.
Quero-os metade infância e outra metade velhice!
Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto; e velhos, para que nunca tenham pressa.
Tenho amigos para saber quem eu sou.
Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que "normalidade" é uma ilusão imbecil e estéril.
(Oscar Wilde)
"

Então, hoje, especialmente hoje, eu queria dedicar este post à mulheres especiais que fazem minha vida mais completa:
Ana Schmitt, Aline Leifheit, Emili Quintana, Sabrina Vianna, Shaiala Marques, Patricia Griep, Michele Jacoby, Gabriella Verfe, Deise Fraga, Viviane Dias, Ana Prazeres, Carla Hervelha, Fernanda Silva, Raquel Acuña.

Este post foi escrito com I'll be there for you, música de abertura do meu seriado preferido, Friends.


Um bjo da Daia

5 de setembro de 2011

O muro que ninguém construiu


Existe, mundo afora, muitos muros invisíveis. Muros imagináveis, barreiras, divisores de classe, de opinião, de status, de amigos, de uma infinidade de coisas.


É, na verdade, uma aceitação. Se você defende uma opinião, fica de um lado. Se defende uma opinião contrária, fica de outro. Você só não pode ‘não defender’ nenhuma, pois pode parecer pecado. NÃO PODE!


É como se esses muros fossem erguidos para separar o certo do errado, embora não exista apenas um lado certo. O que existe, são dois lados que defendem de forma errada duas opiniões diferentes. 


Eu acredito que as pessoas não estão preparadas para viver em comunidade. Linkando um pouco com o que minha querida Laila Flower escreveu, parece que não estamos preparados para viver em 63.759.000 km². Aliás, você sabia que somente 1/8 da terra é habitável? Em toda a sua extensão, apenas em 1/8 é possível habitar!


Não é errado as pessoas se unirem por afinidades. Na verdade isso é muito certo, e é a lógica da sociedade. Errado sou eu achar que a minha afinidade é a única certa, defender isso com unhas e dentes, julgar outros pontos de vista, e não dar espaço para pessoas com afinidades diferentes defenderem-se.


É muita hipocrisia achar que todo mundo precisa ser igual. Ou que todos devem ter (e defender!) a mesma opinião. É a patricinha da faculdade que não admite que uma suburbana ocupe a mesma sala que ela. É aquele amigo que mata por uma Pepsi, enquanto você prefira Coca-Cola. É o pessoal do vôlei que não aceita que tem gente que não gosta do esporte. Ou o pessoal do tênis que não admite que as pessoas não entendam a contagem de pontos.  “O que seria do azul, se todo mundo gostasse do vermelho”?


Há certo tempo atrás, eu ouvi uma história muito sábia. Nos primórdios, as pessoas viajavam em fila indiana, caminhando uma atrás da outra. Carregavam consigo duas bolsas grandes, uma na frente e outra atrás, e levariam nelas seus defeitos e suas qualidades. Na bolsa que carregavam na frente do corpo, eram colocadas todas as suas qualidades. Na bolsa que ficava atrás, viajavam seus defeitos. Dizem que é por isso que hoje em dia é mais fácil enxergar o defeito dos outros do que os nossos.


Assim como a Shai, eu também afirmo: “para mim estes mais de 63 milhões de quilômetros quadrados são mais do suficientes”. Eu ainda complemento: São mais do que suficientes para que eu tenha minhas opiniões respeitadas e que possa respeitar as opiniões das pessoas. Ninguém precisa gostar do que eu gosto. E eu não preciso concordar com a opinião de todo mundo.


Eu quero é poder viver em um mundo sem muros que separam. Não estou aqui para defender ninguém, tampouco ofender alguém. Quero apenas dizer que o mundo, apesar de apenas 1/8 é muito grande e tem espaço para todo mundo tocar sua vida. E ser feliz.


A vida é muito curta para viver de mágoas, #mimimi, invejas, ciúmes. Estou preparada para ser feliz e viver em paz, com quem quer viver em paz comigo também.


Um bjo da Daia

1 de setembro de 2011

#WeddingIdeas - Por Manu Damasceno

No próximo dia 17, a queridíssima Manu Damasceno (adouro ela, e não só pq ela é geminiana viu?) estará recebendo os principais profissionais do mercado que estarão apresentando as tendências nos casamentos.


Participem.

Bjo da Daia


Enfim, chegou o dia!

Você, que ficou curioso com o save de dias atrás, chegou a hora!

Hoje, para mim, é um dia muito especial. Após um longo período de preparação, finalmente eu dou o start num projeto meu!

É um desejo de muito tempo, de ter algo que fizesse diferença na minha vida, e na vida de quem participar comigo.

É com muita satisfação que eu comunico o lançamento oficial da minha marca, Maria Consuela! É um projeto que acaba de sair do forno, com muitas novidades, para todos os públicos.

Estou muito feliz em poder contar com pessoas tão especiais em mais essa etapa da minha vida.

Acessem e confiram: http://mariaconsueladoces.blogspot.com/

  

Um bjo da Daia


 

Blog da Daia | Creative Commons Attribution- Noncommercial License | Dandy Dandilion Designed by Simply Fabulous Blogger Templates